A bronquiolite é uma infeção respiratória aguda, causada por um vírus e que afeta as vias respiratórias, nomeadamente os bronquíolos, canais muito finos que se encontram no interior dos pulmões. O principal agente viral envolvido nesta doença é o vírus sincicial respiratório. É uma doença bastante contagiosa, pode-se transmitir através de uma espirro, da tosse, pelas mãos ou por outros utensílios que tenham sido utilizados e que estejam contaminados. A maior parte das epidemias da bronquiolite ocorre entre os meses de outubro e de março, ou seja nos meses de inverno e início da primavera.

Epidemiologia da Bronquiolite

A doença ocorre quando os bronquíolos, ou seja as vias mais estreitas dos pulmões ficam inflamadas e acumulam muco, no seu interior. É uma doença comum em crianças pequenas e na mudança das estações do ano.

O principal grupo de risco da bronquiolite são as crianças, durante os primeiros dois anos de vida, uma vez que as mesmas, ainda não têm um sistema imunitário bem preparado para combater os agentes invasores. É de salientar que as crianças que frequentam creches e infantários, estão mais predispostas à doença, uma vez que enfrentam um risco maior, porque estão em maior contato com outras crianças que podem estar infetadas.

Sintomas da Bronquiolite

Os sintomas iniciais mais comuns, quando aparece a bronquiolite são: a tosse intensa, o aparecimento de febre baixa e os olhos avermelhados, passados alguns dias podem começar a sentir alguma dificuldade em respirar, e aparece a pieira, alguma irritabilidade e, por vezes uma diminuição do apetite.

Formas de diagnóstico da Bronquiolite

O diagnóstico é feito através de um exame ao doente, nomeadamente a auscultação, no momento da respiração, a visualização da garganta e a medição da temperatura. Quando surgirem dúvidas deverá ser realizada uma radiografia ao tórax, para confirmar o diagnóstico.

Evolução, complicações e prognóstico da Bronquiolite

Uma infeção deste tipo, normalmente em adultos e crianças causa somente sintomas leves e não necessita de tratamento específico, apenas alguns medicamentos para aliviar os sintomas. Quando se trata de uma criança com menos de dois anos, o vírus poderá evoluir e causar uma pneumonia, trazendo complicações mais acentuadas e a necessidade de internamento hospitalar, para tratamento e acompanhamento médico.

Normalmente, os sintomas desta doença desaparecem ao final de uma semana, no entanto, a partir do terceiro dia já se devem notar grandes melhorias, ao nível da respiração.

Tratamento da Bronquiolite

O tratamento da bronquiolite é sintomático, sendo que na maioria dos casos poderá ser tratada em casa. Primeiro deve colocar a criança num ambiente tranquilo e não a sobreaquecer, para que a febre não suba, deve oferecer-lhe água e criar um ambiente húmido, de forma que ela não fique desidratada e facilite a respiração. Deve ainda, frequentemente lavar e aspirar as narinas, com soro fisiológico, para uma melhor desobstrução das vias respiratórias. Se o caso for de um bebé, deverá inclinar o leito, cerca de 300, de forma que a entrada de ar fique mais facilitada.

Caso os sintomas não diminuem nem desapareçam, deverá consultar o seu médico assistente.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *